PUBLICIDADE

10 de out de 2009

Boa Noite Meus Anjinhos! - Por ' Lucas .

Eu, Lucas Oliveira, estava sem nada pra fazer. Então pra variar eu comecei a pensar na vida e no Brasil, é claro.

O país que vai sediar a Copa de 2014 e as Olímpiadas de 2016, mas não consegue realizar a prova do Enem. E isso me levou a tomar a seguinte decisão, não falar sobre o Brasil no
WTF!.

Hoje acho que vou falar sobre o Racismo, então você se pergunta: - Por que você vai falar sobre o racismo? - e eu respondo: - não sei.

Bom cara se você for pensar, isso é algo que vem desde os primórdios da humanidade e querendo ou não, nos segue até hoje.




Mais uma vez vou usar a nossa amiguinha Wikipédia, que nos diz:

O racismo é a tendência do
pensamento, ou do modo de pensar em que se dá grande importância à noção da existência de raças humanas distintas e superiores umas às outras. Onde existe a convicção de que alguns indivíduos e sua relação entre características físicas hereditárias, e determinados traços de caráter e inteligência ou manifestações culturais, são superiores a outros. O racismo não é uma teoria científica, mas um conjunto de opiniões pré concebidas onde a principal função é valorizar as diferenças biológicas entre os seres humanos, em que alguns acreditam ser superiores aos outros de acordo com sua matriz racial. A crença da existência de raças superiores e inferiores foi utilizada muitas vezes para justificar a escravidão, o domínio de determinados povos por outros, e os genocídios que ocorreram durante toda a história da humanidade.

Fonte:
Wikipédia, a enciclopédia livre.

Existência de raças humanas distintas e superiores umas às outras? Bem interessante não? Alguém conhece algum outro planeta Terra? Alguma outra raça humana? Se conhecerem, por favor me comuniquem.

Então os racistas são Homo sapiens evoluidos? Pois são raças humanas distintas e superiores.

O engraçado é que quando você pergunta para uma pessoa se ela é racista, na hora ela responde que não, mas se você pergunta se ela conhece alguém que é racista, ele conhece de uma à três pessoas. E se você perguntar para essas três pessoas, elas também não seram racistas, mas vão conhecer alguém que é e por ai vai...

Eu estava me perguntando, o que será que gera o racismo?

E a resposta está na nossa frente, questão social, étnica, religiosa, etc.

Mas porque será que existem vários tipos sociais, étnicos, religiosos, etc., será que se não existisse uma maneira de um ser melhor que o outro o racismo existiria? Mas como as pessoas se tornam umas melhores que as outras?

Pois todas as raças provêm de um só tronco, o Homo sapiens, portanto o patrimônio hereditário dos humanos é comum. E isto por si só não justifica o racismo, pois as raças não são nem superiores, nem inferiores, são apenas diferentes.

O que é ser melhor? Ter mais dinheiro, ter nascido branco e não ser descendente de escravo, seguir a religião que tem mais adeptos no mundo? Vou usar cor como exemplo, o Brasil, não é diferente de nehum outro país e tem problemas com Racismo Étnico, mas quem são os brasileiros para querer se dizer racistas, se uma grande maioria é descendente de negros ou índios?

Algumas pessoas, chamam por mal gosto os negros de "macacos", mas nós evoluímos de quem? BINGO! Então você também é um "macaco".
Bom, eu já expliquei o que é racismo, já exibi a minha opinião, mas onde eu quero chegar com tudo isso?

Eu quero chegar em você internauta, sim em você mesmo!

Valendo-se, ao mesmo tempo, da possibilidade de anonimato e do alcance a milhões de internautas, o racismo tem se espalhado de maneira intensa pelo mundo digital. Com discursos racistas, revisionistas ou neonazistas, milhares de sites, blogs, comunidades virtuais do
Orkut e MySpace, disseminam o ódio racial e a intolerância.
O primeiro crime virtual de racismo no Brasil ocorreu em meados do ano de 1997 na cidade de Juiz de Fora em que os computadores de uma universidade foram utilizados para a divulgação de várias mensagens preconceituosas contra negros e homossexuais em uma lista de discussão sobre sexualidade instalada Unicamp. O episódio que, por vários dias, ocupou as manchetes dos jornais do país ficou conhecido como o caso rancora.
A divulgação do racismo, mesmo pela internet, trata-se de um crime, conforme é caracterizado pela legislação brasileira. Alguns sites advogam o direito à liberdade de expressão e afirmam não se considerarem racistas, expressarem apenas opiniões. Outros sugerem maneiras de como manter o material distante das autoridades competentes. Por esta característica, muitos sites, principalmente os disponibilizados em provedores gratuitos são retirados do ar, para em seguida reaparecerem, múltiplos em três ou quatro servidores novos, inclusive em domínios estrangeiros. Um dos sites pesquisados, afirma exatamente isto: para cada site retirado do ar, assume-se o compromisso de disponibilizar, pelo menos, três novos. Isso evidencia uma rede.
Segundo o Ministério Público do estado de São Paulo, estão ativas no Orkut mais de cinqüenta comunidades que pregam a violência a negros, judeus e asiáticos.


Resumindo, o racismo está presente na sociedade há muito tempo, mas por mais que se criem leis, vote em projetos, matem pessoas, etc., ele vai existir. Infelizmente é algo que alguns seres humanos carregam desde o berço. Existem grupos de famílias racistas, que pregam o racismo para seus filhos dentro de casa. Isso pode dar cadeia? Sim, mas pra variar tem que ter alguma prova, ou seja, nem sempre a justiça está a favor de quem é desfavorecido ou excluído da sociedade.


É isso galera, mais uma vez eu escrevi um texto correndo e não sei como saiu, prometo revisar assim que postar e se tiver alguma edição pra fazer, eu farei.

Espero que gostem e boa noite. (:



Você já visitou o Sedentário & Hiperativo hoje?

Nenhum comentário:

Postar um comentário